segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Clarice

Clarice escreveu em julho de 1971 "É preciso parar":

"Estou com saudade de mim. Ando pouco recolhida, atendo demais ao telefone, escrevo depressa, vivo depressa. Onde está eu?

Preciso fazer um retiro espiritual e encontrar-me enfim - enfim, mas que medo - de mim mesma."

A descoberta do mundo. Página 365.

Vocês estão por aí??

5 comentários:

Anônimo disse...

Oi, bela, não tenho conseguido posar mais comentários aqui, mas sempre passo para dar uma olhada....

Anônimo disse...

De Clarice, vc já leu Devaneio e Embriaguez de uma Rapariga? está no volume Laços de Família...é hilário como ela parodia o português de Portugal... rrsss, recomendo, clao, se ainda não leu.

Gui Maso disse...

Sempre, não é só ela quem precisa encontrar-se, todos precisamos :)

Veneranda Pedroza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Veneranda Pedroza disse...

Eu estou!
Li outro dia esse trecho da Clarice no twitter @Literatuitando (indico) que tem umas postagens bem bacanas também! E eu fiquei pensando o quanto, às vezes, eu tenho medo de me encontrar... hehehehe

Bjs e aproveite a viagem!

PS: A outra postagem eu exclui devido a um erro de digitação.