quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Alice Ruiz - Prêmio Jabuti de poesia

"tem palavra
que não é de dizer
nem por bem
nem por mal
tem palavra
que não é de comer
que não dá pra viver
com ela
tem palavra
que não se conta
nem prum animal
tem palavra
louca pra ser dita
feia bonita
e não se fala
tem palavra
pra quem não diz
pra quem não cala
pra quem tem palavra
tem palavra
que a gente tem
na hora H
falta"

página 193 - Dois em Um

Impressionante, às vezes a gente tem palavra até demais, às vezes falta mesmo. Não é? Ou eu é que viajo?

4 comentários:

Elaine Cuencas disse...

viaje
na palavra
que é a única a dizer
o que sentimos
viaje
nas palavras de quem diz o que sentimos
viaje
escreva
viaje leia
viaje
viajandando
viajaremos
voando volando ô ô

bjs

Andréa disse...

Elaine,
Tô passê composê com seus comentários. Pro bem, é claro.
Beijos

Veneranda Pedroza disse...

Sem palavras...
E com saudades!!!
Final do curso... sabe como é, né?
Bjo grande!!

Ah! Ganhei esses dias dois livrinhos do Gaturro, paixão recém-descoberta por intermédio seu, muito fofo!

Andréa disse...

Veneranda,
Sei perfeitamente como é final de curso.... ia falar um negócio aqui mas não vou..... quando a gente tem blog fica aberta pra receber coisas boas e ruins, né? Depois te falo.
Gaturro é demais!
Beijos!!