segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Alice Ruiz (1946- )



Comprei o novo livro de poemas de Alice Ruiz na semana passada "dois em um". E gostei de vários, vários, mas selecionei este:

tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados

tem os que partem
da pedra ao vidro
deixam tudo partido

e tem, ainda bem,
os que deixam
a vaga impressão

de ter ficado


A foto é do site oficial da autora: http://www.aliceruiz.mpbnet.com.br/

6 comentários:

Maca disse...

Andréia -

Me tire uma dúvida.

Ao ler esse trecho:

"tem os que passam
e tudo se passa
com passos já passados"

Lembrei que existe uma figura de linguagem sobre esse estilo, correto ?

Agradesco a ajuda...

Abrasso.

Anônimo disse...

que fofix;super bonitinho
Não sei por que me identifiquei com este texto.......

Anônimo disse...

que fofix;super bonitinho
Não sei por que me identifiquei com este texto.......

Bruno Soares

Mari Cuencas disse...

You made me cry.

But these tears are those good, nostalgic tears.

Luv ya.

Kiss.

Andréa disse...

Bruno querido... a gente sempre tem alguém pra lembrar.

Mari....luv u 2 hon.

Veneranda Pedroza disse...

Estava precisando me abastecer com um pouquinho de poesia e já sabia onde ir... chegando aqui nada menos que Alice Ruiz... perfeita!
E como dizia Oswald de Andrade: "Aprendi com meu filho de dez anos que a poesia é a descoberta das coisas que eu nunca vi."
Sem dúvida é!
Bjs