sexta-feira, 28 de maio de 2010

sexta



este mundo está perdido
disperso entre o escrito
e o espírito ruído
entre o físico e o químico
flui o sentido, líquido

viver é grande
porque eu sinto tua falta
já que arrasto por aí
esse falso ainda
minha alma torta
e a falta faz que vai
mas volta
no meio da ida e da vinda

Paulo Leminski. La vie en close. Página 43.

Bom fim de semana, 6 leitores. E adoro: "a falta faz que vai mas volta".

11 comentários:

Mari Cuencas disse...

Ohimè, ch'io moro!!!

Baci, baci!!!

Elaine Cuencas disse...

Puta texto maravilhoso!!!!

Elaine Cuencas disse...

Como é possível????

Elaine Cuencas disse...

Vc tem 6 leitores e eu só vc!!!!aliás, desculpe por não ter te respeitado como leitora...estou voltanto aos poucos...me inspiro neste textos maravilhosos que vc posta...
Pqp este último acabou comigo
"comigo me desavin..."

Andréa disse...

Elaine,
como não me respeitado como leitora?? Você sempre respeita!! E cada hora acho um poema que TENHO que escrever aqui. Pena que Leminski morreu e a obra é finita, néamm?
Beijos

Gui Maso disse...

Daqui, no silêncio ... bato palmas!!!

Andréa disse...

EEEE Gui, que bom que voltou!!!

Gui Maso disse...

Nunca nem fui.
Só estava/estou em meio a um "processo" mental complicado :D

Mas como o Paulo já soltou aos cantos do mundo:

Este mundo está perdido
disperso entre o escrito
e o espírito ruído
entre o físico e o químico
flui o sentido, líquido

Veneranda Pedroza disse...

E eu, cada vez que passo por aqui, tenho vontade de ficar... =]

Bjo grande

Andréa disse...

Gui,
Obrigada por nunca ter saído.
Veneranda,
Fica aqui forever!!

Beijos

Anônimo disse...

Agora que terminei a facul[UFA!], poderei permanecer aqui para colher inspirações, dicas de leituras e ideias...

BRUNO SOARES DE OLIVEIRA