sábado, 6 de dezembro de 2008

Toni Morrison (1931 - )



Toni Morrison ganhou o prêmio Nobel de literatura em 1993. Eu não li tudo (ainda) que ela escreveu, mas toda vez que leio alguma coisa dela, me dá um frio na espinha, e uma tristeza, e sei lá mais o que. Ah sei sim - admiração - porque ela escreve de uma maneira absolutamente fantástica. Ela não tem dó nem piedade de nós, leitores. Vai fundo nas tristezas e sofrimentos das mulheres negras. Os meus livros favoritos são: The bluest eye (o primeiro, de 1970) e um dos últimos, Love (de 2003).

Em "The bluest eye" (o olho mais azul), conhecemos a vida de Pecola Breedlove, uma menina de 11 anos que sonha que se um dia ela acordasse com olhos azuis, a vida dela seria mais feliz: os pais parariam de brigar, o irmão não fugiria mais, e o pai também não beberia mais. E melhor - ela seria notada, porque em 11 anos, ninguém tinha prestado atenção nela.

Li novamente alguns trechos dessa obra essa semana porque a aula foi sobre este assunto... e o final... é triste demais. Mas enfim....

"The soil is bad for certain kinds of flowers. Certain seeds it will not nurture, certain fruit it will not bear, and when the land kills of its own volition, we acquiesce and say the victim had no right to live. We are wrong of course, but it doesn´t matter. It´s too late. At least on the edge of my town, among the garbage and the sunflowers of my town, it´s much, much, much too late."

A minha tradução (beeeeeem livre)

"O solo é ruim para alguns tipos de flores. Algumas sementes ele não vai alimentar, algumas frutas ele não vai produzir, e quando a terra mata sua própria vontade, nós concordamos e dizemos que a vítima não tinha o direito de viver. Nós estamos errados é claro, mas não importa. É tarde demais. Pelo menos na periferia da minha cidade, no meio do lixo e dos girassóis da minha cidade, é muito, muito, muito tarde.
"

Obs - no site do prêmio Nobel é possível ouvir o discurso dela (e de outros) de 33 minutos de 1993: http://nobelprize.org/nobel_prizes/literature/laureates/1993/morrison-lecture.html

Um comentário:

Elaine disse...

OU como diria Machado de Assis em "Pai contra mãe":
- Nem todas as crianças vingam"

bjs, neste sábado culinário, musical e lindo!!!