quinta-feira, 4 de setembro de 2008

O crítico - Harold Bloom


Harold Bloom talvez seja hoje o crítico literário mais importante do mundo. Eu adoro "Como e por que ler", escrito em 1999/2000. No prefácio e no prólogo ele tenta nos explicar porque lemos. E as razões são ótimas (e corretas).

Um pequento trecho:

"Ler nos conduz à alteridade, seja à nossa própria ou à de nossos amigos, presentes ou futuros. Literatura de ficção é alteridade e, portanto, alivia a solidão. Lemos não apenas porque, na vida real, jamais conheceremos tantas pessoas como através da leitura, mas, também, porque amizades são frágeis, propensas a diminuir em número, a desaparecer, a sucumbir em decorrência da distância, do tempo, das divergências, dos desafetos da vida familiar e amorosa".

Obs - a foto é do site da editora objetiva (que publica os livros dele no Brasil).

3 comentários:

Elaine disse...

Docemente verdadeiro!

Andréa disse...

Não é mesmo, flor? Ele escreve o q. a gente acha (como muitos..).
Bjs

Mariana disse...

Gente "fictícia" acaba sendo mais Gente do que a gente que conhecemos por aí. Por um lado é triste, por outro, um consolo para quem anseia ter Gente ao redor.

Triste consolo.